domingo, 29 de agosto de 2010

- carta ao tempo




Por que você demora tanto pra passar?

Te espero

Enquanto a chuva molha o vidro da janela

e o vento grita no silêncio todas as coisas que não quero ouvir

te espero.


Tem você em tudo

No trânsito, na pressa

no trabalho e até em mim

preciso de você

e de todas as suas contradições.

Volta? Fica? Vai...


O que você quer de mim?

Até parece às vezes

que não é suficiente

me torturar com seus enigmas

e mistérios


Passa segundo

passa minuto

passa hora

que demora!


Não posso te ver

mas sei que existe

Até quando?

Sempre


Voa tempo

voa logo, voa longe

sem ver pra onde

e me leva com você...













-Ninguém vai saber de nada, e eu sei... ♫

Um comentário:

Brian disse...

^^ estava com saudade de te ler.
^^ Belos textos, como sempre