quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Semibreve instante de respiração


A pausa entre duas notas. Aquele semibreve instante de respiração.

Abre a janela e vê que está chovendo. Não! Vê a tristeza que este céu transparece. Pois engana-te. Durante a pausa, ainda que dure apenas segundos, estas não são lágrimas de dor.

E eu estou deixando que a chuva me lave a alma, que me leve com calma. Embora eu não tenha calma.

Pedregulhos e diamantes. Recados entre as linhas. Vendo cometas se cruzarem no céu até mesmo em dias nublados. Eis-me. E, por apenas ser, hoje cansei de metáforas e rimas. As vírgulas e pontos nos lugares exatos me tiram do sério. Minhas frases são livres – sim, isso mesmo. Livres, mesmo sendo liberdade uma palavra forte, porque apesar de serem minhas, não me pertencem. Apenas concedo-lhes a “vida” – e respiram como quiserem.

Ama com toda a sua força, mas não se esqueça que sentimento que se sente só, certamente é solidão. E abrace a solidão: eis uma válvula de escape para a inspiração.

Não adianta me julgar. Não deixarei de acreditar no “para sempre”. Me chame de ridícula, infantil. Tenho mesmo uma criança dentro de mim e ela é sonhadora. Ingênua também. Desculpe, essa criança não age de acordo com as regras e não sabe pensar com a razão. Eis-me.




Amar-te-ei.




***

Obrigada ao pessoal da Tv Mix pela oportunidade. Minha primeira apresentação na TV. O programa vai ao ar na sexta-feira, dia 19. Acho que pega em toda região: Limeira, Cordeiro, Rio Claro, Piracicaba, Campinas...enfim! Só não tenho certeza do horário, mas assim que souber, digo no twitter ou aqui no blog mesmo. Ou nos dois. Vou tentar gravar pra colocar no YouTube, mas não posso prometer nada, considerando que o vídeo está com pau.
Mas, se alguém estiver a fim de me ver tocando Linger, Ironic, Sweet kinda' Something, À Francesa, Te Devoro, Minha Cura e Me Chama... é no canal 15 da tv aberta ou no 167, pela NET!
E eu até consegui brincar na hora de falar e tal. Não que eu seja travada, mas dessa vez eu não fiquei nervosa. Pelo menos, não tanto assim. Tá certo que em Linger eu achei que não ia conseguir tocar, de tanto que eu tremia, mas depois passou! E eu consegui conversar o/
Enfim, não vou contar mais nada pra ninguém. Quem quiser saber vai ter que assistir. E se eu não conseguir, alguém por favor me diga como foi, porque eu estarei na faculdade!!
(Sempre quis dizer isso, haha. É estranho!)



um beijo.

2 comentários:

Domingos disse...

Bom dia!
Primeiro de tudo, parabéns (não consigo ir muito além disso com elogios, fica meio "falso").
Confirme a data pois eu quero ver também e só pra concluir pega em toda região... inclusive aqui em Porto Alegre!
Até.

O Astronauta de Mármore disse...

também....

acho que agente é que é feliz.

escaping the right