segunda-feira, 12 de julho de 2010

- waving a white flag...

Cheguei. Então é assim? O mundo vira de ponta cabeça e me traz até aqui. Vejo paz, sinto caos e vice-versa. Que confusão!
O que me consola nessa falta de palavras é a plena consciência do que dizer e a não-necessidade para tal. Gosto do não-dito.
Milhões de argumentos e sentimentos fazem uma festa dentro de mim, com direito a fortes e altas batucadas no meio da noite. Daquelas que não te deixam dormir. Se era essa a intenção do meu inconsciente, meus parabéns, o troféu é todo e somente dele.
Tantos caminhos para seguir e eu já escolhi o meu. Entre muitas setas e placas que diziam “vá devagar”, enfiei o pé no acelerador e parei aqui. Bandeira branca!







“Sobra tanta falta”? Teatro Mágico que me desculpe. Pra mim falta muita sobra. Do “muito pouco”, eu só quero o “muito”.

2 comentários:

Raíssa Colonisio Momesso disse...

Você escreve tão bem sabia?! rsrs parabenss querida =)

Santos disse...

Viajou legal, hein...
Tudo isso pra dizer que não é fácil a vida de artista?
Desiste não, o importante é se divertir fazendo o q agente gosta.