sábado, 3 de julho de 2010

- de pressa e fantasia a escolhas e trocas


Um, dois e... Começou! Antes do três. Antes mesmo que a poluição da cidade invadisse os meus pulmões. Buzinas, carros de propaganda e muita agressão verbal. Que mundo é esse? Sou inimiga da pressa e, pra ser sincera, não tenho gostado muito da realidade. Por isso escolhi os sonhos. Não que eu esteja sendo covarde, mas nesse momento prefiro a fantasia, que, por ser a ousadia de um alguém que foi feito para viver com os pés no chão, é sempre intensa.

As pessoas gostam de comédias românticas por que todas retratam uma realidade irreal - Ela é uma garota desconhecida, odiada pela menina mais popular do colegial. As duas disputam o mesmo cara. No final, a menina popular descobre os desprazeres da solidão e ela, que era uma nerd, acaba namorando o galã da história. - Quem não quer uma vida assim, afinal?

Um filme é uma história contada, premeditada, com começo, meio e fim. Os personagens não precisam fazer escolhas, pois estas já foram feitas por eles antes que eles sequer existissem. Sinto dizer, meu amigo. A realidade é outra coisa.

Quantas escolhas será que a gente faz por dia? Eu já fiz muitas hoje. Incontáveis escolhas.

Não sei pra que tanta tempestade em copo d’água. Tudo bem, escolher é difícil, mas não é impossível. Dói, eu sei que dói. É inevitável. Mas uma hora você tem que escolher e (ter a coragem) para enfrentar o que vier depois.

Eu conheço um segredo para fazer tudo certo. Não funciona sempre, mas na maioria das vezes sim. - Primeiro, devo dizer que escolha é diferente de troca: você pode escolher se vai trocar algo (ou alguém) ou não, mas nunca pode trocar a sua escolha, depois de feita. – O segredo é saber voar sem ter asas. É pousar em terra firme com segurança. E é não ter medo, justamente por saber exatamente o que está fazendo. É fazer de tudo um jogo e dar o máximo de si, mesmo este seja apenas um amistoso. E acima de tudo, jamais trocar o certo pelo duvidoso.









- Let's get a little rowdy. Put your hands in the air, shine a lighter or a cell phone... ♫

3 comentários:

Rodrigo Costa disse...

É é mas de onde tira tanta coragem ? as escolhas sempre tem um tom de branco pq nunca podemos ter a minima certeza de onde elas podem nos levar, então onde podemos conseguir a tal coragem pra apostar e "jogar" o amistoso sem medo ?...

"O certo pelo duvidoso" quantas vezes na vida escutamos isso, e por quantas vezes comentemos esse erro tãop basico. Bom, então que a historia e o roteiro das nossas vidas seja escrito com escolhas pre determinadas por Deus, pra não serem tão difíceis de se escolher. Bjs !

Rebeca disse...

Demais o texto, arrepiei.

Brian disse...

Agora vc me impressionou, e muito, adorei o texto, sou seu fã ^^