domingo, 11 de abril de 2010

Inesquecível

Sabe que, na verdade, nada é tão simples assim. Um meio caminho andado pode se tornar um caminho totalmente desandado, dependendo das escolhas que você tomar. A verdade é que tudo tem um preço a ser pago de alguma forma ou pelo menos uma certa cobrança a ser feita. A não ser os sonhos, que por enquanto são isentos. Só não sei até quando.

Levantar da cama às pressas, porque o despertador não tocou, em um dia cinza prestes a encarar o frio cortante da manhã e ainda por cima ser obrigada a ser amigável com o pessoal do trabalho definitivamente não é fácil. Esperar três horas na fila do xérox só pra pegar uma cópia de algum documento não é nem um pouco agradável. Sorrir para a primeira pessoa que passar do seu lado na época da TPM então... É impossível!

Eu disse, nada é tão simples assim.

E esquecer alguém nunca parecerá fácil também. Dentro de nós temos uma bomba-relógio pronta para estourar. E acredite, estoura.

Tenho para mim que, para esquecer uma pessoa, não basta querer. Vocês podem até ficar anos sem se encontrarem, sem sentirem a presença, o cheiro, a respiração e o toque um do outro. De qualquer modo, sempre haverá alguma seleção flashback tocando no rádio com as músicas que vocês dançavam quando estavam a sós. Ou algum filme passando na sessão da tarde que vocês costumavam assistir juntos.

Esquecer é uma missão impossível. Uma espécie de luta contra nossos instintos humanos e desumanos. Esquecer é um meio caminho andado na contramão, rumo à própria falência. Um campo de batalha onde não sabemos quem é o herói ou o vilão. É uma guerra que bem lá no fundo, todos nós sabemos que não tem fim.






Viciada no remix de Halfway Gone do Lifehouse! Se bem que a música original é mara do mesmo jeito (:




" Enquanto houver você do outro lado, aqui do outro eu consigo me orientar... "

Beijos.

4 comentários:

Thalles disse...

Depois de entrar no Divã... acho que me sinto ilhado dentro dessa sua "Inesquecível" descrição de como podemos seguir rumo a um caminho que nunca sairá de dentro de nossas memórias. [E aqui, aparece os acentos? ^^]

Mihai disse...

I know how you feel Eli, as hard as you try to forget someone, you can not. To forget is impossible, but you can use the feelings in a creative way and create beautiful music that you can share with others and make many more people happy including you.

Carla Leão disse...

Poxa, vc escreveu pra mim?? rsrsrs
Passou um tempão já, e estou arrumando as malas pra reencontrar o amor...que não morreu.

Beijos, amei!!

Luara Q. disse...

Voce escreve mt bem (: