quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Desejos e silêncio


Calafrios. Ou não: mais do que isso.
Deixa-me sentir. Chegue mais perto para que eu possa sentir teu cheiro e ver todas as tuas cores bem de perto. Ria em meu ouvido. Deixa-me tocar teu cabelo com minhas mãos geladas e trêmulas.
Sinto que hoje cresci um pouco mais, nos pensamentos e nos atos. Aprendi que a força das minhas palavras está justamente no espaço onde elas não são ditas: no silêncio. As entrelinhas permanecem nos gestos enquanto o ponteiro das horas parece apostar corrida com o dos segundos (que é o que acontece quando estou contigo).
Eu não estou procurando algum coração para poder destruir. Quero um coração (apenas um já é mais do que suficiente) para poder dizer: sim, o meu também bate por você.
Preciso que esteja muito perto. Mais do que jamais esteve. E deixa-me cantar a poesia que sinto em teu abraço. Deixa-me curar tuas feridas com um beijo. Quem sabe as minhas não secam também? Deixa-me acender teu fogo. Não sou tão diferente assim. No final das contas, o desejo também arde em mim...

2 comentários:

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse...

IH, me deixou sem palavras

Amei de verdade! ♥

Ahn, aproveito então p te convidar a visitar o meu blog tb :D, sem querer ser chata, claroo. O endereço é
htt://thairane.blogspot.com
Vai ser suuper legal te ver lah...

N para de escrever n, viu?

Ah, vc ganhou + uma seguidora!!!

C. Juliana disse...

adorei adorei e adorei. :D